terça-feira, 28 de outubro de 2014

Como vais tu morrer



Como vais tu morrer
em portugal
que se assenta de igual modo à camisola
que lavaste no programa errado;
Como vais vender os teus versos
ao preço da chuva
num país de cheias
e lágrimas fáceis;
Como vão as tuas palavras
arder no coração daqueles
que veêm as florestas
sucumbir ao fogo
todos os verões;
Como vais ficar em nada
como o gelo da mulher
que o teu marida ama;
Como vais, tu, abrir os braços
se só já tens pernas
como o pobre Garção?

Ana Paula Inácio
in Resumo a poesia em 2011
lido por António D. Lima

Sem comentários:

Enviar um comentário